Próximos Eventos

Sem eventos

Nossos Ministérios

BERCARIO_home

BROTINHOS_home

glubglub_home

Dynamic_Station_Home

Time_de_Deus_home

Mocidade_02_Home_01

111_Home_soon

113_ministerios2b


Jornadas Missionárias: Um Testemunho

Ler todos os testemunhos

Por Ellen Lee, Equipe de Tabatinga para as Jornadas Missionárias 2014

Nessa viagem missionária, Deus me mostrou que sou fraca e limitada e que nada posso sem Ele. Nos primeiros dias, senti um grande choque cultural, pois não conhecia o modo de vida dos indígenas. Além disso, senti bastante cansaço físico e fome, mas com a graça de Deus através dos devocionais matinais, momentos de oração, sermões e muita meditação (QT), passei a confiar mais em Deus e receber o que Ele havia preparado pra mim a cada dia que passava. Meu plano inicial ao participar da viagem missionária era praticar tudo que eu havia aprendido e estudado nos sermões e estudos bíblicos, realmente vivenciar o que eu dizia crer que era correto. Queria sofrer, descobrir meus limites e principalmente me confrontar com Deus, ouvir e aprender tudo que Ele queria que eu aprendesse. Lá em Tabatinga, fiquei longe das responsabilidades, da família e dos amigos. Nem o celular eu podia usar, ou seja, zero distração. Foi nessa viagem que eu experimentei como é viver 24h por dia focado em Deus, na Sua obra, orando constantemente e servindo o próximo. Em momentos de fraqueza em que eu desejava desistir, orava pra Deus e Ele me respondia     através da leitura Palavra, me dizendo pra não desanimar, pois "embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia" (2 COR 4:16). O livro que recebemos, Louco Amor, também me ajudou muito a manter o foco e refletir sobre minha posição diante de Deus e dos homens, que tipo de cristã estava sendo, se eu estava sendo sal e luz nessa Terra.
Durante a viagem missionária, entendi o quanto é importante orarmos e intercedermos pelo próximo, quão poderosa é a oração feita com fé e esperança, e o que verdadeiramente

Significa "amar o próximo". É claro que não mudei da água para o vinho depois dessa viagem missionária, que foi a minha primeira. Mas posso finalmente afirmar que eu experimentei o meu primeiro amor, porque quando eu era mais jovem, quando andava no Time de Deus, apenas *achava* que conhecia a Deus, e Ele supria meus proprios desejos. Acontece que, quanto mais O busco e conheço melhor, parece que não sei nada, e minha mente não consegue entender tudo o que Deus faz e fez por mim.

Depois da viagem para Tabatinga, sinto meu coração renovado, não por inteiro, mas surgiu um desejo de viver menos por mim e buscar a verdade na Palavra para glorificar ao único que é digno do meu louvor.

"Senhor Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu Queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos!" (Salmos 40:4-5)

 

 

 

NOTICIAS DE BRIAN E CECILIA

A caminhonete nos deixou na mão, mas Deus não!

A  nossa  segunda  tentativa  de  subir  para  as  aldeias deu  certo!  Chegamos  à  aldeia  de  Monte  Moriá  onde mais de 100 alunos nos esperavam para o curso bíblico de Romanos. Depois, pegamos um “caminho” nas montanhas  para  chegarmos  na  aldeia  de  Flexal,  passando  por  riachos,  pedras  e  montanhas  russas  que amassaram  as  duas  placas  do  carro!  Nosso  plano  inicial  quando  fomos  impedidos  de  ir,  era  para  Flexal primeiro,  mas  se  tivéssemos  ido  nenhum  dos  líderes  da  igreja  e  da  comunidade  estariam  lá.  Quando finalmente  chegamos,  esses  líderes  nos  receberam  com  grandes  e  boas  notícias – queriam  construir  um novo templo para a igreja.

Desde  que  os  Adventistas  do  Sétimo  dia  tomaram  a  igreja  de  Flexal  há  alguns  anos,  alguns  irmãos queriam voltar às  bases  do  evangelho.  Hoje,  um  dos  líderes  recém  nomeado  tuxaua  (cacique)  separou  o local  e  as  madeiras  para  iniciar  a  construção.  Há  2  anos  Deus  tem  movido  seu  coração  com  coragem e convicção  para  dar  esse  passo  e  dado  o  apoio  de  muitas  pessoas  da  comunidade  que  também  desejam adorar  a  Deus  sem  estar  debaixo  das  leis  da  outra  igreja.  À  medida  que  ensinamos  sobre  a  unidade  da igreja  no  curso  de  1  Coríntios,  problemas  de  relacionamentos  entre  os  irmãos  começaram  a  aparecer. Fomos  convidados  para  a  casa  de  uma  mulher  que chorando  perguntou  o  que  deveria  fazer  pois  tinha insultado  uma  irmã.  Aconselhamos  sobre  o  pedir  perdão e  movida  pelo  amor  e  obediência  a  Cristo, corajosamente levantou-se diante  de  todos dando um  gigante  abraço  regado  a  muitas  lágrimas. Orem conosco pela igreja de Flexal e como podemos ajudá-los.

A volta para a cidade não foi tão bem. Uma hora depois de partirmos, 5 dos 6 parafusos da roda traseira quebraram.  Deus  mandou  um  caminhão  para  nos  ajudar  e  após  muitas  horas,  prosseguimos  parando  a cada  15  minutos  para  apertar  os  3  parafusos  que  seguravam  a  roda.  Paramos  em  uma  pequena  vila  na beira  da  estrada  a  100  km  de  Boa  Vista  onde  dormimos em  um  açougue  (graças  a  Deus  com  poucas carnes  penduradas!).  De  lá, Deus  nos  ajudou  a  voltar  para  Boa  Vista:  Cecilia  de  táxi  lotação,  Brian  de carona  e  a  Toyota  de  guincho!  A  parte  divertida  foi  encontrar  diversos  tipos  de  pessoas  no  caminho  e espalhar a semente do evangelho.

O próximo curso do MICALI será dia 05 de abril para a aldeia Wai Wai de Anauá. Iremos de Toyota. Sim, ela  mesma,  agora  consertada.  Realmente  cremos  na  soberania  de  Deus,  mesmo  em  meio  a  dificuldades. Orem  conosco por discernimento da direção de Deus em todas as circunstâncias da vida e que sejamos todos usados para a glória desse Deus sempre presente!    

Em Cristo, Brian e Cecilia.

 

PORQUE O CRENTE CAI

E COMO DEVE SE RECUPERAR?

É   estritamente  raro  ver  uma  vida  de  obediência  e  prosperidade  contínua, mesmo  que  seja  de  um  crente.  Se  olharmos  para  a  nossa  vida,  notamos que já houve momentos onde lutamos para sair do lamaçal do pecado e da estagnação  espiritual.  Você  já  perguntou  a  si  mesmo:  “por  que  eu  fiquei nesse  estado,  naquele  momento?”.  E  você  já  verificou como  pôde  sair dessas  situações?  A  história  de  Davi  é  um  material  importante  para  nós sabermos por que um crente cai na estagnação espiritual e como agir para 

escapar desse estado. Certamente Davi foi um homem segundo o coração de Deus e abençoado por  Ele.  Os  capítulos  de  1  a  10  de  2  Samuel,  que  estudamos  no  mês passado, nos mostraram bem como um homem de Deus tornou-se forte e prosperou. O  livro de  Samuel não narra somente a glória e sucesso, mas registra a queda de Davi e a disciplina de Deus, deixando um aviso forte às gerações  posteriores.  Durante  o  mês  de  abril,  vamos meditar  sobre  como Davi  caiu,  perdendo  a  prosperidade,  e  como  teve  a  esperança da recuperação.

Faça o download do devocional para o seu computador ou dispositivo móvel aqui


 
Termos de Uso | Política de Privacidade | Mapa do Site
Igreja Yonhap Presbiteriana Unida Coreana de Sao Paulo | Todos os direitos reservados | Pabx: (11) 3208-2555
Historymakers